O link foi enviado para o seu email.

Não foi possível enviar o link para o seu email. Por favor, verifique o seu email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Ajuda Online

GEO5

Tree
Settings
Produto:
Programa:
Idioma:

Capacidade de Suporte

A capacidade de suporte máxima de uma estaca isolada, com base nos valores da resistência da ponta qc do iésimo ensaio de penetração de cone, é dada por:

onde:

Fmax, i

-

capacidade de suporte máxima da estaca do iésimo CPT

Fmax,base,i

-

resistência máxima da base do iésimo CPT

Fmax,shaft,i

-

resistência máxima do furo do iésimo CPT

Se a análise for realizada de acordo com o fator de segurança ou com a teoria dos estados limite, a capacidade de suporte de uma estaca isolada é obtida como uma média aritmética das n capacidades de suporte calculadas:

Se a análise for realizada de acordo com EN 1997-2, ou com NBN EN1997-1 ANB, a capacidade de carga final depende dos coeficientes de correlação ξ3 e ξ4.

Se a análise for realizada de acordo com a Norma NEN 6743, o método para considerar vários ensaios CPT é diferente e segue o proposto na Norma NEN 6743 (artigo 5.3.2.2).

A resistência máxima da base da estaca Fmax,base é dada por:

onde:

Abase

-

área da secção transversal da base da estaca

pmax, base

-

pressão máxima na base da estaca obtida a partir de ensaios CPT

A resistência máxima do furo Fmax,shaft é dada por:

onde:

Op

-

periferia da estaca do solo de suporte

pmax, shaft

-

força máxima no furo (atrito) obtida a partir de ensaios CPT

ΔL

-

comprimento da estaca, quer o comprimento para o atrito ativo do furo ou o comprimento para a base alargada

z

-

dimensão vertical ao longo do eixo da estaca

Cálculo da pressão máxima na base da estaca pmax,base e a força máxima desenvolvida ao longo do furo pmax,shaft (determinadas de acordo com o tipo de análise selecionado na secção "Estaca via CPT").

Teste o software GEO5.
Gratuitamente e sem restrições nas análises.